Textos


AMOR SEM ESPERANÇA!
 
Nunca provei de teus beijos,
Apenas vi belas fotografias.
Lábios capazes de levar a loucos desejos,
Vividos entre, o amor, a beleza e a ironia.
 
Amor que não passou de fantasia,
Enquanto tua fala me encantava.
Foi possível viver a doce alegria,
Que no coração simplesmente flutuava.
 
Ah, nós, já não somos nós,
Por que não foi possível a união.
Prefiro assim a solidão as sós,
Companheira inseparável do coração.
 
De quem ama verdadeiramente,
Enquanto brincavas com sentimentos.
Conduta que reprova o homem amante.
Pois o amor verdadeiro não aceita fingimentos.
 
Quantas vezes eu te disse, eu te amo,
Enquanto calada te vestia de orgulho.
Não posso amar-te assim, sem rumo,
Tua arrogância cabe num simples papel de embrulho.
 
Quanto tempo foi por mim perdido,
Na busca incessante de viver contigo.
Porém descobri a tempo que era amor bandido,
Amor sem esperança,  que jamais darei abrigo! 
 
 
Ronaldo Balbacch
 
São Paulo-SP, 10 de abril de 2016.
RONALDO BALBACCH
Enviado por RONALDO BALBACCH em 10/04/2016
Alterado em 10/04/2016

Música: LOVE STORY - BETHOVEN

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Shandi-lee/flickr